28 fevereiro 2010

DRAMA DE UM APAIXONADO



DRAMA DE UM APAIXONADO

- Quando a conheci eu tinha apenas 16 anos. Ela, eu não sei. Fomos apresentados numa festa por um rapaz que se dizia meu amigo. Foi atração à primeira vista.

- Ela me enlouquecia. Nossa ligação chegou a um ponto que já não conseguia viver sem ela.

- Mas era uma relação proibida. Meus pais não aceitavam. Fui repreendido na escola e passei a buscá-la às escondidas. Mas aí não deu mais. Fiquei louco. Eu queria, mas não a tinha. Eu não podia permitir que me afastassem dela. Eu a desejava, sempre mais.

- Num dia de descontrole eu bati o carro, quebrei tudo dentro de casa e quase matei minha irmã.

- Eu estava louco, desesperado, precisava dela...

- Hoje tenho 39 anos. Estou internado num hospital, sou inútil e vou morrer abandonado pelos meus pais, pelos amigos e por ela.

- Sabe qual o seu nome?

- Cocaína.

- Devo a ela minha juventude, minha vida, minha destruição, minha morte..."

Esse desabafo vem assinado por um famoso cantor norte-americano que morreu há alguns anos e foi transcrito no jornal interno de uma empresa multinacional, visando alertar pais e filhos sobre o drama de pessoas que se tornam dependentes de drogas.

Hoje o texto circula pela Internet, e é dedicado a todos os jovens apaixonados por ela, ou não, para que meditem sobre esse tipo de obsessão que não leva a nada, só destrói.

É um alerta aos pais de que é necessário preencher o vazio que se instala no coração dos jovens, para que eles não procurem apoio em braços de falsos amigos, que podem apresentá-los às drogas.

E quando se fala em drogas, não imaginemos que o perigo está somente naquelas que são proibidas.

Há muito jovem entregando sua saúde, sua juventude, seus sonhos e a sua vida, a esses venenos livres que conhecemos como cigarro e álcool.

São drogas socialmente aceitas, mas que têm levado muitos dos nossos moços a um sinistro fim, sob os olhares passivos de pais e de governantes.

Quanto vale, afinal, a vida de um jovem?

Certamente nem todo o dinheiro arrecadado com impostos sobre a comercialização desses venenos, vale a vida de um cidadão.

Mas é preciso que as famílias acordem para essa triste realidade e tomem providências urgentes.

De nada vale cruzarmos os braços e criticar as fábricas de cigarros e de bebidas alcoólicas, pois se não houvesse consumidores os produtos não estariam à venda.

O que temos que fazer, como cidadãos conscientes da necessidade de mudar esse quadro, é agir diretamente junto à raiz do problema. E vamos encontrá-la na intimidade de cada lar, onde os pais dão o exemplo e sustentam os vícios dos filhos, por não terem, eles mesmos, força e coragem suficientes para romper com seus próprios vícios.

Que o desabafo do cantor que perdeu tudo para a cocaína sirva de alerta para todos nós, e que possamos fazer algo positivo para ajudar nossos jovens a não seguir pelo mesmo caminho.

Você sabia?

Você sabia que, segundo a organização mundial de saúde e o instituto nacional do câncer, existe cerca de 1 bilhão de fumantes em todo o mundo?

E que o cigarro deverá matar 4 milhões de pessoas, ainda neste ano?

Isso significa que a cada 10 segundos alguém morre vitimado pelo fumo.

Segundo as mesmas fontes, 90% dos fumantes se viciam antes dos 19 anos.

Por tudo isso, fique atento para que o seu filho não venha a fazer parte dessas trágicas estatísticas.


Redação do Momento Espírita//Momento de Reflexão

4 comentários:

Vida*** disse...

Infelizmente as DROGAS*** estão levando não somente jóvens. Mas tbém Adultos e Vélhinhos. Terrível constatação. Ao saber que Crianças em idade escolares estão sendo aliciadas em portas de escolas. O que muitas vezes se torna uma fuga para o dependente químico. Torna-se caso de Saúde para tda a familia. Causando sérios transtornos.Muitas vezes irreversíveis. O que vamos fazer qdo meios de comunicação divulgam cda vez mais em horàrio nobre na tv e outros canais que a Droga licita e ilicita é como doce!!! Informação a respeito: As pessoas fogem por medo do PRECONCEITO. Indústrias poderosas investem milhões nesse setor.(cigarros e Alcool) Enqto na área da Saúde esta o caos total. Não basta tão somente a Prevenção...Mas um trabalho exaustivo e Persistente na Conscientização.(Se Não olharmos bem ao nosso lado...vamos continuar perdendo Vidas e ficar incrédulos qdo acontecer com qualquer um de nós. Sim,Ninguém esta Imune a esse mal. Se atinge um membro da sua familia. Tda a familia ...começa a passar sérios transtornos.

Renato Baptista disse...

Assim... É triste termos que falar e termos que conviver com esse problema mundial interminável.
Infelizmente os interesses e os olhos fechados sustentam o comércio de drogas em todos os lugares. Todos sabem, todos presenciam, todos conhecem detalhes e a coisa continua indefinidamente.
O pior é que as pessoas aderem e se tornam usuários e acabam por sustentar a indústria da droga no mundo.
Faz-se campanhas, ensina-se, fala-se mas é tudo em vão. Enquanto isso jovens morrem todos os dias... e adultos, todos.
O fato é que, enquanto existirem usuários, haverá o comércio.
O papel de quem educa é ter um trabalho insano e estar sempre informando e desestimulando o uso e a compra, creio ser a única forma de combater o mal.
O fato é que só acorda para o malefício disso quem já passou pelo pior, ou quem teve alguém próximo envolvido com as drogas.
Há formas e formas de ensinar.

Muito boa postagem Beatriz.

Beijo*

Maria José disse...

Mulher...
Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis
Que divide sua alma em duas
Para carregar tamanha sensibilidade e força
Que ganha o mundo com sua coragem
Que traz paixão no olhar
Mulher...
Que luta pelos seus ideais,
Que dá a vida pela sua família
Mulher...
Que ama incondicionalmente
Que se arruma, se perfuma
Que vence o cansaço
Mulher...
Que chora e que ri
Mulher que sonha...
Tantas Mulheres, belezas únicas, vivas,
Cheias de mistérios e encanto!
Mulheres que deveriam ser lembradas,
amadas, admiradas todos os dias...
Para você, Mulher tão especial...
Feliz Dia Internacional da Mulher!
Beijos.

Maria José disse...

Drogas. Destroem a vida de quem as consome, bem como a vida de seus familiares. É uma triste doença. Beijos.